fbpx

Procon/MA realiza segunda etapa do Selo de Qualidade

A Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA), órgão vinculado à secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), iniciou nesta terça-feira (14), na Avenida Litorânea, a segunda etapa de fiscalização nos bares, restaurantes e similares. A operação acontece até quinta-feira (16) e vai certificar os estabelecimentos com um selo de qualidade outorgado pelo Procon/MA que garante segurança e qualidade no atendimento.

 

Nesta etapa, a ação contou com a presença de órgãos como Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Vigilância Sanitária, Conselho Regional de Arquitetura e Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência que realizaram a fiscalização dentro de suas áreas de competência. Além disso, a ação também contou com o apoio da Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

 

Após a fiscalização, os estabelecimentos que não apresentaram os critérios de certificação do Selo, como cardápio em braile, divulgação de informações nutricionais, acessibilidade e exemplar do Código de Defesa do Consumidor foram autuados. Para avaliar a acessibilidade, o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência levou pessoas com necessidades especiais. Na terceira etapa será feita a entrega dos selos Procon/MA de Qualidade.

 

O diretor-geral do órgão, Duarte Júnior, informou que o órgão tem o dever de garantir os direitos dos consumidores e orientar os prestadores de serviços e destacou que o selo, que varia no padrão de qualidade de 1 a 5 estrelas, terá validade de um ano, mas poderá ser suspenso a qualquer momento se as empresas apresentarem um grande número de reclamações decorrentes do seu atendimento.

 

“Fiscalizamos mais de 100 estabelecimentos na primeira etapa, com o intuito de orientar os empresários sobre o que deve ser feito para garantir o respeito ao direito do consumidor e melhorar esse serviço realizado em nosso estado. Com o vencimento do prazo, estamos retornando para verificar se estão cumprindo ou não com a exigência da lei. Nosso objetivo não é sancionar, mas sim garantir melhorias nos serviços, em conformidade com as orientações do governador Flávio Dino”, ressaltou Duarte Júnior.

 

Para as consumidoras Bruna Brasão e Gracinela Santos, a iniciativa conjunta é importante para tornar eficazes as políticas que beneficiam os consumidores, além de elevar o padrão dos serviços prestados em São Luís. “Iniciativas assim deveriam ser realizadas em todos os estados da federação”, avaliou Bruna Brasão.

 

“O selo é baseado em princípios internacionais que sinalizam os estabelecimentos que têm boas práticas de mercado e será apregoando num local de grande visibilidade para que o consumidor já identifique, antes de entrar, sua qualidade”, frisou o diretor Duarte Júnior.

 

Na primeira etapa, foram fiscalizados 123 bares e restaurantes no Centro Histórico, Litorânea, Lagoa da Jansen e Ponta d’Areia, em São Luís. Os comerciantes receberam notificação para tomarem ciência das exigências necessárias para receber a certificação. Depois, tiveram um prazo de 30 dias, a partir da data da notificação, para se adequarem aos critérios. Prazo que foi prorrogado, por solicitação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), com o intuito de garantir que atenderiam aos itens exigidos.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support