fbpx

Ministério da Saúde estuda a adoção de medidas para redução de danos para aborto ilegal.

 

Síntese da notícia:
O Ministério da Saúde pretende adotar uma política de redução e danos e riscos para o aborto ilegal. Segundo o Ministério, o sistema de saúde teria que acolher a mulher decidida a abortar e informá-la sobre riscos e métodos abortivos existentes.
Pretende seguir um modelo semelhante já implantado no Uruguai, em 2004, para conter o avanço de mortes maternas decorrentes do aborto inseguro.No Uruguai, onde o aborto também é ilegal, a norma prevê consultas com profissionais de diversas áreas do conhecimento.
A medida é polêmica, uma vez que as orientações sobre os métodos contraceptivos poderão ser entendidas como indução, instigação ou participação no crime, o que também é punido por nosso Direito Penal.

Fonte:
NUBLAT, Johanna. Folha de São Paulo | Cotidiano – Governo estuda adotar medidas de redução de danos para aborto ilegal. 06 de junho de 2012. Disponível em: http://migre.me/9nA1d. Acesso em: 06 de jun. 2012.

 

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support