Duarte Jr faz trajeto de ônibus para conhecer de perto a realidade do transporte coletivo em São Luís

Durante o percurso, o deputado ouviu demandas de passageiros, motorista e cobradores

Deputado constata que a retirada dos cobradores deve causar problemas

O deputado estadual Duarte Jr (PCdoB) surpreendeu seus seguidores nesta manhã de sexta-feira (31), quando publicou em suas redes que fez um trajeto de ônibus do Araçagy até a Assembleia, com parada no Terminal de Integração Cohab/Cohatrac. Ao todo, a viagem durou cerca de 1h20, começando às 6h40 e terminando às 8h. O objetivo é conhecer de perto a realidade do transporte público e dialogar com os principais envolvidos – passageiros, motoristas e cobradores.

Duarte retratou suas impressões em seus canais oficiais na internet. Em um dos trechos, ressalta que há muito tempo não utilizava o transporte coletivo de São Luís, por isso fez o mesmo trajeto que fazia na época de faculdade.

Duarte Jr anda de ônibus para conhecer a realidade do transporte de perto

“Se colocar no lugar do outro, acompanhar de perto, buscar ouvir e conhecer as pessoas envolvidas é fundamental para tomarmos decisões melhores e mais justas”, pontuou.

O parlamentar disse ainda que pôde sentir de perto como a retirada dos cobradores prejudicará ainda mais a qualidade do transporte público, se antes não for feita a informatização do sistema.

“Além do desvio de função e maior sobrecarga dos motoristas, haverá um prejuízo à mobilidade urbana com um aumento no tempo das viagens e dos congestionamentos. Ora, imaginem a dificuldade para o motorista, além de conduzir um veículo de grande porte, ter que fazer a contabilidade, receber valores e entregar o troco”, refletiu.

De acordo com o deputado, existe uma tendência mundial para a retirada dos cobradores dos ônibus, mas a forma como está sendo feita está equivocada. “O primeiro passo é informatizar o sistema para depois pensar na retirada desses profissionais e, claro, capacitar e encaminhar para outras funções”, afirmou.

A sugestão do parlamentar, baseada em estudo aprofundado em Curitiba (onde medidas como essa já foram realizadas, mas de forma planejada), é que os cobradores em idade de se aposentar tenham seus postos de trabalho extintos e que os cobradores ainda na ativa sejam capacitados para, por exemplo, tornarem-se motoristas.

“Em São Luís, não podemos permitir o processo inverso, que é retirar os cobradores e depois informatizar o sistema. Temos que assegurar a informatização e garantir os direitos dos trabalhadores, para evitar sobrecarga aos rodoviários, o desemprego nesse momento de crise e prejuízo aos consumidores e à mobilidade urbana”, concluiu.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support