A mentira a serviço da velha política

Desinformação, originada da palavra russa dezinformatsiya, é uma técnica utilizada em guerras ou regimes totalitários na qual informações falsas são criadas deliberadamente para enganar. Seja para enganar o povo, seja para enganar o outro lado político atraindo-o para armadilhas.

Diferente de outra técnica, também bastante usada por esses ditadores, a da alienação: deixar a população na penumbra intelectual sob a ausência de informações – como, por exemplo, com a adoção de políticas não plenamente inclusivas na educação, com escolas de taipa e sem qualquer condição mínima de trabalho nesses locais para os professores e de aprendizagem para os alunos, cultivando a ignorância para poder colher dominação.

O ato de espalhar informações falsas na era da internet ganhou nova roupagem e agora também é conhecido pelo termo fake news. Essas “notícias” têm aparência de notícias verdadeiras, são veiculadas em meios de comunicação de certa notoriedade, no entanto, são conteúdos criados propositadamente com algum objetivo espúrio por trás: por exemplo, tentar manchar a imagem de algum gestor público sob alguma “acusação” criada, ou mesmo tentar causar atrito entre diferentes poderes na tentativa de desestabilizar a gestão pública.

Essas técnicas foram utilizadas de forma reiterada pelos coronéis, que quando não usavam da força física, usavam de seus impérios midiáticos para atingir determinado adversário, não importa a forma. Não é só falar mal – a crítica pela crítica – mas algo pior: inventar e distorcer informações para plantar desconfianças, inseguranças e ignorância em prol da manutenção do seu poderio econômico e político.

A crítica é fundamental para qualquer indivíduo ou governo melhorar e avançar, contudo, deve ser feita, de forma justa, com base na realidade, não com invenções ou mentiras.

Defesa de ideias, projetos, ações e não a crítica pela crítica ou a desinformação.

Felizmente, na era da internet temos a possibilidade de maior manifestação, inclusive, pelas redes sociais, por isso, antes de compartilhar, busque checar a veracidade das informações e compartilhe somente a verdade.

Tudo isso apenas serve para fazer com que as pessoas percam a sua fé e esperança uma nas outras, e na possibilidade concreta de garantirmos direitos numa sociedade mais justa e melhor para todos.

Por fim, desafio mais uma vez esses ditadores para que utilizem seus canais de comunicação em prol das divulgações de suas ideias, propostas e soluções para os problemas sociais existentes.

E, quanto aos cidadãos, reflitam: quem tem capacidade e condições técnicas de servir e honrar a confiança das pessoas não perde tempo mentindo e destruindo a imagem dos outros, mas, como disse, apresenta propostas e soluções.

Viva a libertação!

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support